Pular para o conteúdo principal

História


O Presbitério Vale do Aço foi organizado em 05 de maio de 1974 e, em seus vinte e um anos de existência, tem caminhado com o auxílio da poderosa e santa mão do Senhor. A obra do Espírito Santo e o exercício dos dons espirituais têm feito parte do dia-a-dia das igrejas. O crescimento qualitativo e quantitativo é uma realidade.
1ª Comissão Executiva 1974
Presidente: Rev. Manuel Silva Estrela
Vice Presidente: Rev. Lafaette Pereira Rocha
Secretário Executivo: Rev. Héber Carlos de Campos
1º Secretário: Presb. Vicente Lúcio da Silva
2º Secretário: Rev. José Barbosa da Silva
Tesoureiro: Presb. Juracy Bragança
6 Igrejas Jurisdicionadas em 1974
IP de Açucena
IP de Bom Jardim
IP de Cel Fabriciano
IP de Ipatinga
IP de Usiminas
IP de Vila Celeste

Hoje, o PRVA após sua multiplicação em 2016 possui 10 Igrejas e 1 congregação.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PRVA se multiplica

Na última Reunião Extraordinária ocorrida nos dias 25 e 26 de agosto nas dependências da IP Primavera o PRVA foi desmembrado, gerando assim o Presbitério de Timóteo. Na ocasião compareceu a comissão designada pelo Sínodo Vale do Aço, que teve como seu relator o Rev. Flávio.
As novas diretorias ficaram da seguinte forma:

Nota de Esclarecimento-IPB

Por conta de recentes acontecimentos e questionamentos, esclarecemos mais uma vez publicamente que a Igreja Presbiteriana do Brasil não é apolítica e faz parte da construção de uma sociedade digna a todo cidadão brasileiro, consciente da sua herança judaico-cristã-reformada, tem um compromisso histórico e ideológico com a democracia, entendida como a participação direta do povo nos seus destinos através do voto, de apoia-la e contribuir positivamente para o seu desenvolvimento no Brasil e no Mundo. Tem também um compromisso, fundamentado no amor ao próximo, (Lv.19.18) com a justiça social, com o bem estar do povo, com a eliminação da miséria e da pobreza, (Dt.15.4) com a igualdade dos homens em todos os lugares, níveis, situações, independentemente de sexo, idade, ou condição social individual. (Dt.16). Além do compromisso com o desenvolvimento e a manutenção da paz entre os homens, a promoção da harmonia e da concórdia, tanto no seio da Igreja, como da comunidade nacional. (Mt.5.9).

Senhor Pastor Supremo, Nosso Modelo de Pastorado

Estaremos refletindo de 07 a 08 reflexões sobre o pastoreio. Creio que será de grande importância para nós pastores (docentes) e presbíteros (regentes) que também são pastores. Nossa primeira reflexão fundamenta-se no salmo 23. O tema é: "Senhor Pastor Supremo, nosso modelo de pastorado." Razões:  Ele supre as necessidades de todas as ovelhas (v. 1). Ele apascenta as ovelhas, dá repouso, em segurança arrebanha as ovelhas (v. 2; cf. Is 40: 11).